Mopi - [ Facebook ] - Institucional - Tema Gerador de 2018_Blog

Tema gerador de 2018

“Que pegadas deixaremos?” é o tema gerador definido no início de 2018 como proposta que pretende orientar todas as nossas ações pedagógicas. Geralmente, a decisão tem origem em três fontes diferentes.

A primeira, os temas sugeridos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), referência mundial no desenvolvimento de projetos de cooperação técnica em parceria com governos, sociedade civil e iniciativas privadas. O Mopi é uma das escolas brasileiras vinculadas à instituição, que possibilita, através dessa conexão, o acesso a programas e o diálogo entre as culturas dos diversos povos.

A segunda fonte são os temas geradores anteriores. Procura-se, portanto, dar continuidade aos esforços iniciados nos projetos do passado, em um fluxo contínuo que liga tudo. A terceira vem da atualidade, é um reflexo da vida no agora. São os assuntos que estão em voga, que preocupam as pessoas, que pedem por reflexão e são sugeridos por professores, coordenadores e alunos.

O foco do tema desse ano tem características de um movimento inquieto e mobilizador, que reflete o tema do ano passado, “Criar laços, viver sonhos”, e da consideração das questões levantadas pela UNESCO em relação à sustentabilidade. 2017 foi o ano do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, marcado pela luta conta a pobreza, incentivo à compreensão mútua e proximidade com a diversidade cultural global, tópicos centrais da organização. Tópicos facilmente encontrados nas nossas atividades.

O tema gerador é uma espécie de guarda-chuva sob o qual se posicionam e se desenvolvem projetos. O objetivo maior é que inspire o trabalho de todo o ano letivo e que, fazendo sempre uma interlocução com as várias áreas que compõem a escola. Outra finalidade é permitir que se mantenha unidade no pensamento coletivo em torno de um ideal, e, assim, construir um mundo diferente por meio de muitas mãos.

“Quando se fala nas pegadas que queremos deixar daqui pra frente, com reflexos no futuro, a comunidade do Mopi (alunos, colaboradores, educadores e famílias) está pensando em um projeto de futuro, de vida melhor para todos”, ressaltou Hélcio Alvim, coordenador pedagógico do Ensino Fundamental II e Médio.

É importante, também, salientar que o tema desse ano aprofunda o tema do ano anterior, que trabalhou, sobretudo no Fundamental II e Médio, o contato direto com realidades sociais do Rio de Janeiro. Os projetos construídos pelos jovens contemplaram instituições filantrópicas do entorno da escola. Agora, procura-se prosseguir na relação com esses espaços, deixando uma marca da presença do Mopi na busca por mais empatia. Com esse movimento, pretende-se avançar ainda mais no desejo por criar laços e viver sonhos.